Por iniciativa de Félix Leseur e dos Dominicanos – a Ordem dos Pregadores, o Bispo da Diocese de Paris abriu a Causa de Beatificação e Canonização de Elisabeth Leseur em abril de 1936. Isso exigiu o consentimento do Vaticano, da Congregação para a Doutrina da Fé.  Neste passo, o título honorifico de Serva de Deus foi permitido. Uma vez aberta, a Causa se inicia com o Processo Informativo, cujos testemunhos sobre a vida e as virtudes da Serva de Deus são reunidos e documentados. Também, os escritos públicos e privados devem ser examinados. Essa fase se conclui com o julgamento do tribunal diocesano, e a decisão final do bispo de que a Virtudes Heroicas da Serva de Deus foram ou não demostradas. Esse resultado, junto com os volumes de documentação relacionada, ou Acta (atos) são transmitidos à Congregação para a Causa dos Santos.

Não é incomum para um Processo Informativo durar vários anos, mas a causa de Elisabeth Leseur (81 anos e contando) é excepcional. A Segunda Guerra Mundial interrompeu o Processo antes de ser concluído, e enquanto esporádicos esforços continuaram, a fase de investigação permanece formalmente ativo. É nossa esperança que o renovado interesse na causa de Elisabeth, como a tradução de sua obra em outras línguas possibilite a mais pessoas se conectarem com sua profunda espiritualidade, irá revigorar a investigação e permitirá prosseguir para o exame e julgamento do tribunal diocesano.  

Esse é apenas um passo no processo para tê-la reconhecida como Venerável. Caso o tribunal encontre que suas Virtudes Heroicas foram demonstradas, as Acta são entregues pela a Congregação a um Relator escolhido cuja tarefa é ser responsável pela Causa através do resto do processo. Trabalhando com a comissão teológica estabelecida pela Congregação, o Relator garante que a Positio resumindo a vida e as virtudes da Serva de Deus está devidamente preparada. Quando a Positio está acabada, a comissão teológica vota afirmativamente ou negativamente sobre a Causa. Essa recomendação então é passada para o cardeal, arcebispo ou bispo membros da Congregação que, por sua vez, votam. Seu voto determina se a Causa prossegue ou não.

Se o voto é afirmativo, a recomendação do Decreto de Virtudes Heroicas é enviada ao Santo Padre, cujo julgamento é final. Uma vez que as Virtudes Heroicas da pessoa foram reconhecidas pelo Santo Padre, ela é chamada Venerável, por exemplo, Venerável Serva de Deus Elisabeth Leseur. Para informação adicional sobre o Processo de Beatificação e Canonização, por favor veja esta página informativa no site da EWTN:

https://www.ewtn.com/johnpaul2/cause/process.asp